PT | EN

 Desenho | Escultura

Pensar pelo desenho

António Delgado

2 de março (16h00) | Real Fábrica Veiga

No próximo dia 2 de março, a partir das 17h30h, irá ter lugar na Real Fábrica Veiga a inauguração da exposição “Pensar pelo Desenho”, da autoria de António Delgado, professor da Escola Superior de Arte e Design do Instituto Politécnico de Leiria, que, entre as 16h00 e as 17h30, será antecedida de um Colóquio sobre o mesmo tema, no âmbito das Tardes de Quinta no Museu.

Sinopse da Exposição

A presente  exposição é um ensaio prático/visual sobre o processo criativo do autor e o seu conteúdo pedagógico. Sem fazer uma história biográfica, mas apoiando-se nela, a exposição mostrará processos  na forma  de desenhar e conceber o trabalho em escultura, tecido e iniciado a partir do desenho. Um meio operativo que permite antever de forma diferente o apropriado e o assessório existente numa obra de arte e, em particular, nas de caráter escultórico, mas também  tudo o que possa ser  a especulação gráfica ou teoria gráfica desse mesmo processo criativo e projetual.

Salientam-se os conceitos de projetos úteis e inúteis e a sua finalidade através da visita e interpretação de trabalhos gráficos em conceções associadas à arquitetura, à criação industrial, às engenharias, ao design, ao debuxo  à pintura e à escultura, representativas na  elaboração do processo criativo do autor. Quando concebe estes trabalhos, o autor   “omite”  qualquer referência associada à ideia de desenho artístico e o que ele representou para as vanguardas do séc. XX e na atualidade, pelo facto do desenho ser na sua obra um meio operativo e mediador de um processo: - Não é um fim em si mesmo. Medeia entre o que pensa e o que quer fazer, no campo da Arte e, concretamente, na área da escultura.

Salienta, ainda, que este trabalho plástico tem uma forte componente TELÚRICA, ETNOGRÁFICA e ANTROPOLÓGICA por estar  diretamente associado ao MUNDO RURAL PORTUGUÊS  e aos inúmeros artefactos úteis e estéticos que o ser humano produziu  para domesticar a NATUREZA, onde se salienta o rico mundo da tecelagem.  

António Delgado, 2017

Curriculo do autor

António Delgado
Turquel, Alcobaça, Portugal, em 1958.

Doutor em Belas-Artes, área de Escultura, pela Universidade do País Basco UPV-EHU, 2001 (Prémio Extraordinário 2003).

Desde finais dos anos oitenta do séc. XX até ao presente participou num grande número de exposições entre coletivas e individuais, em Portugal e outros países da União Europeia, destacando-se exposições na ARCO Madrid e exposições oficiais a convite do Estado.

Na área de Artes Plásticas obteve vários prémios em Portugal e em Espanha, estando representado em coleções particulares e institucionais nos dois países.

É professor coordenador da área científica das Artes Plásticas, por concurso público, na Escola Superior de Arte e Design do Instituto Politécnico de Leiria, e, como investigador, pertence ao Centro de Investigação em Belas-Artes da Universidade de Lisboa (CIEBA).

Tem várias publicações sobre Arte, imagem e desenho, em Portugal e em Espanha, particularmente sobre as relações entre a Arte e a Morte e sobre a cidade e a construção da memória e do lugar. Ministrou cursos sobre estes temas e Cultura Portuguesa em Universidades espanholas em formação doutoral. Foi arguente e vogal de um número considerável de teses de doutoramento, em Portugal e fora do país.

Ver Cartaz

Saiba + sobre o Colóquio

 


Datas
De 2 de março (17h30) a 7 de maio de 2017

Horário
De terça-feira a domingo | 9h30-12h00 e 14h30-18h00

Local
Museu de Lanifícios da UBI / Núcleo da Real Fábrica Veiga (Galeria)
Calçada do Biribau, s/n (ao Parque da Goldra), 6201-001 Covilhã

Condições de Ingresso
Entrada livre


 Exposição Temporária

Design Moda 3.0

Trabalhos desenvolvidos pelos alunos dos 2º e 3º anos da licenciatura em Design de Moda

 

9 de março a 2 de abril de 2017 | Real Fábrica Veiga

 

Mais do que uma exposição de trabalhos desenvolvidos por estudantes, com a mostra Design Moda 3.0 apresentam-se  as novas tendências de formação e inserção na atividade profissional que a licenciatura em Design de Moda da UBI tem acompanhado.

A iniciativa surge no âmbito das unidades curriculares Laboratório de Têxteis Criativos, Laboratório de Modelagem e Confeção III e Design de Sportswear, disciplinas criadas na última reestruturação do Curso de 1º Ciclo em Design de Moda, iniciada no ano letivo 2016/17.

No Núcleo da Real Fábrica Veiga do Museu de Lanifícios é apresentada uma seleção dos melhores trabalhos dos estudantes do 2º e 3º anos, desenvolvidos durante o primeiro semestre letivo no contexto das referidas unidades curriculares. São objetivos desta mostra apresentar a contemporaneidade da temática do Design de Moda e promover a criatividade e inovação na academia com o foco no mercado competitivo da moda.

A exposição é organizada pelos docentes que lecionaram as ureferidas unidades curriculares, Liliana Ribeiro, Clara Fernandes, Benilde Reis e João Barata, e conta com o apoio do Departamento de Ciência e Tecnologia Têxteis, da Direção do Curso de Licenciatura em Design de Moda e do Museu de Lanifícios da UBI.

Ver Cartaz e Convite


  Datas
De 9 de março (16h00) a 2 de abril de 2017

Horário
De terça-feira a domingo | 9h30-12h00 e 14h30-18h00

Local
Museu de Lanifícios da UBI / Núcleo da Real Fábrica Veiga (Galeria)
Calçada do Biribau, s/n (ao Parque da Goldra), 6201-001 Covilhã

Condições de Ingresso
Entrada livre e gratuita


 Exposição UBI | Alumni

“Onde estás? Onde estiveste? Quem somos? Quem fomos?”

 

18 de fevereiro a 5 de março | Real Fábrica de Panos

 

Na Real Fábrica de Panos, de 18 de fevereiro a 5 de março de 2017, esta iniciativa pretende destacar o percurso profissional dos antigos alunos e abrir espaço a novas parcerias.

A Galeria do Núcleo da Real Fábrica de Panos do Museu de Lanifícios recebe, até 5 de março, a exposição “Onde estás? Onde estiveste? Quem somos? Quem fomos?”. A iniciativa integra o programa do Encontro dos Antigos Alunos da UBI, marcado para 18 de fevereiro. A mostra pretende promover junto da comunidade UBIana as empresas/instituições em que os Alumni desenvolvem ou desenvolveram a sua atividade e os produtos e/ou serviços disponibilizados.

Vai dar a conhecer a diversidade de saídas profissionais dos cursos ministrados na Universidade e servir de ponto de encontro para eventuais projetos de parceria entre as empresas/instituições. Outro dos objetivos é proporcionar o conhecimento das empresas e das suas atividades aos atuais alunos e ainda contribuir para que as empresas promovidas possam, juntamente com os UBIanos que nelas desenvolvem a sua atividade, aumentar a competitividade.

A exposição/mostra manter-se-á permanentemente atualizável além do Encontro, pelo que a Comissão Organizadora convida todos os Alumni da UBI a contribuir para “Onde estás? Onde estiveste? Quem somos? Quem fomos?”, até 12 de fevereiro, através da ficha de participação disponível online.

Ver Cartaz

UBI | Alumni - 40 anos depois - Encontro de Antigos Alunos da UBI 2017


 Exposição de Pintura

A Cidade e as Serras

De João Manuel Salcedas

De 14 de janeiro a 26 de fevereiro de 2017 | Real Fábrica Veiga

Inauguração : 14 de janeiro (16h00)

Sessão de Encerramento: 23 de fevereiro (16h30)

 

João Salcedas nasceu na Aldeia do Carvalho, em 1960.

Foi ilustrador durante vinte e cinco anos num jornal e, atualmente, faz trabalhos de desenho para uma empresa local.

Paralelamente, tem realizado alguns outros trabalhos gráficos desde capas de livros, rótulos, brasões, medalhas e ilustrações diversas.

Na sua obra essencialmente figurativa influenciada pelo rigor da sua profissão, ao descrever a realidade observável também pretende suscitar a sensibilidade e a imaginação aos que usufruem da sua obra. Na sua pintura busca a serenidade, a paz e a harmonia, mas, por vezes, também provoca outras inquietações emotivas. Nas trinta e quatro telas que são apresentadas nesta mostra utiliza o óleo, mas também algumas aguarelas, sobretudo desde que pinta ao ar livre temas tão queirosianos que deram inclusivamente o título à exposição de “a cidade e as serras”. Gosta de sentir os afetos e as emoções que a pintura desperta nas pessoas que passam e, por vezes, o observam e até questionam.

Desde 1974, que apresenta as suas obras ao público em diversas exposições individuais e coletivas:

1974 - Casa do Povo, Vila do Carvalho.
1977 - Teatro da Trindade, Lisboa (Coletiva); Salão da Comissão Regional de Turismo da Serra da Estrela, Covilhã; Escola Secundária Campos Melo, Covilhã; Escola Secundária Frei Heitor Pinto, Covilhã (Coletiva); Teatro GICC da Covilhã.
1983 - Salão da Comissão Regional de Turismo da Serra da Estrela (Coletiva).
1992 – Salão da Cultura da Câmara de Santarém (Coletiva).
1994 – Salão da APAE, Covilhã.
2002 – Biblioteca Municipal da Covilhã; Paço da Cultura de Belmonte; Académico dos Penedos Altos; Edifício da Cultura Covilhã (Antigos Alunos da Escola Campos Melo); Arte Covilhã – Edíficio ANIL; Sala da Nora, Castelo Branco; Artista da Nossa Terra, na Biblioteca da Covilhã (Coletiva); Centro Hospitalar Cova da Beira; Filarmónica Recreativa Carvalhense.
2014 - Em representação de Portugal, na Exposição Coletiva em Les Roches-de-Condrieu, França.
2015 – Museu de Arte Sacra, Covilhã.

Ver Cartaz


Datas
De 14 de janeiro (16h00) a 23 de fevereiro de 2017

Horário
De terça-feira a domingo | 9h30-12h00 e 14h30-18h00

Local
Museu de Lanifícios da UBI / Núcleo da Real Fábrica Veiga (Galeria)
Calçada do Biribau, s/n (ao Parque da Goldra), 6201-001 Covilhã

Condições de Ingresso
Entrada livre